Deixe um comentário

“Rei”, da nova era imperial, é escolhido o kanji do ano no Japão

O ideograma sozinho pode significar ordem, comando e auspicioso

Rei“Rei” (令), um dos ideogramas do nome da nova era imperial, foi escolhido como o kanji que melhor descreve o ano no Japão, informou a agência de notícias Kyodo nesta quinta-feira (12).

O kanji do ano é divulgado sempre em dezembro pela associação que regulamenta os testes de proficiência de kanji no Japão, após uma votação popular.

O monge Seihan Mori, do templo Kiyomizu, em Quioto, escreveu o kanji em um papel de 1,5 metro de comprimento e 1,3 metro de largura com um pincel gigante de caligrafia japonesa para fazer o anúncio no 25º evento anual de fim de ano.

“Rei” faz parte do nome da nova era, Reiwa (令和), que foi traduzido pelo governo como “bela harmonia”. O kanji sozinho, no entanto, pode significar ordem, comando e auspicioso. “Wa” quer dizer harmonia ou paz.

Entre as 216 mil sugestões, “shin” (新), que quer dizer novo, ficou em segundo lugar, seguido de “wa” (和).

No ano passado, o kanji escolhido foi “sai” (災), que significa “desastre”, depois de uma série de calamidades, tanto naturais quanto provocadas pelo homem.
Fonte: Alternativa

Deixe um comentário

Curso gratuito de computação comercial em Hamamatsu

As inscrições começam na terça-feira (5) e podem ser feitas até 29 de novembro

curso de computação comercial1O governo da província de Shizuoka, através do Colégio Técnico de Hamamatsu, vai promover um curso gratuito de computação comercial voltado especificamente para estrangeiros, a partir de 18 de dezembro, em um período de três meses com aulas de segunda a sexta-feira.

As inscrições começam na terça-feira (5) e podem ser feitas até 29 de novembro no Hellowork da jurisdição onde o interessado mora. Há vagas para somente 15 pessoas que forem aprovadas em uma prova de seleção.

Só podem participar estrangeiros que foram reconhecidos pelo Hellowork como aptos a fazer o curso. As aulas serão realizadas no Sasnet Hombukou, tendo como conteúdo funções de programas como Word e Excel e conhecimentos necessários para administrar uma empresa.

Fora a área de informática, os alunos aprenderão sobre costumes trabalhistas e como preencher um currículo. Os professores são japoneses, mas os alunos terão a ajuda de intérpretes para acompanhar as matérias.

A prova de seleção será realizada no dia 4 de dezembro, no Colégio Técnico de Hamamatsu, com leitura e escrita de hiragana e katakana, redação (propósito dos candidatos) e entrevista.

O curso em si é gratuito e o aluno precisa pagar apenas o material didático no valor de ¥8.930. Outras informações podem ser obtidas em português pelo telefone 053-462-5602.
curso de computação comercial2Fonte: Alterntativa

Deixe um comentário

Saitama abre consultas aos estrangeiros sobre danos com tufão Hagibis

Os residentes estrangeiros da província de Saitama que queiram se consultar sobre os danos sofridos pelo tufão têm atendimento em diversos idiomas

consultas aos estrangeiros
O tufão Hagibis que atingiu o Japão no sábado e domingo provocou desastres e danos em diversas províncias. O governo de Saitama informou sobre o balcão de atendimento aos residentes estrangeiros a respeito desses danos.

As consultas estão centralizadas na Divisão Internacional do Departamento de Cotidiano, com atendimento em português, espanhol, tagalog, inglês, chinês, coreano, vietnamita, tailandês e japonês de fácil compreensão.

O atendimento é das 9h às 16h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados, tanto no local quanto por telefone.

Endereço: Saitama-shi Urawa-ku Takasago 3-5-1 3.º Prédio do Governo 2F (clique aqui para abrir o mapa)
Telefone: 048-833-3296
Fonte: Portal Mie

Deixe um comentário

Atividade manufatureira do Japão tem maior contração em 7 meses

Dados evidenciam amplo impacto da disputa comercial entre EUA e China

atividade manufatureira
A atividade manufatureira japonesa encolheu no ritmo mais rápido em sete meses em setembro, evidência do amplo impacto econômico da disputa comercial entre Estados Unidos e China e mantendo as autoridades sob pressão para intensificar os estímulos.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do Japão, calculado em parceria com o Jibun Bank, caiu para 48,9 em setembro, em dado ajustado sazonalmente, ante 49,3 no mês anterior, marcando o ritmo mais rápido de deterioração desde fevereiro.

O índice ficou abaixo da marca de 50,0 —que separa contração e expansão— pelo quinto mês consecutivo, pressionado por uma combinação de atritos comerciais, incerteza sobre o Brexit e agitação política em Hong Kong.

O PMI mostrou a produção das fábricas e o total de novos pedidos ambos contraindo pelo nono mês consecutivo, o “backlog” —uma medida de carga de processos além da capacidade da empresa, que costuma ser associada a receitas futuras— caiu para um nível não visto desde o final de 2012.

Os principais indicadores de atividade da pesquisa do PMI desenharam um quadro sombrio para o setor manufatureiro e, sem dúvida, reforçarão as expectativas de que o Banco do Japão aumente seu estímulo monetário.
Fonte: Alternativa com Reuters

Deixe um comentário

1º de setembro: Dia Nacional de Prevenção de Desastres

Primeiro de setembro é o dia que o Japão lembra o Grande Terremoto de Kanto de 1923, que deixou mais de 100.000 mortos em Tóquio e seus arredores

Dia Nacional de Prevenção de DesastresAutoridades japonesas conduziram neste domingo, 1º de setembro, Dia Nacional de Prevenção de Desastres, um exercício em preparação para um megaterremoto que poderá atingir a área metropolitana.

Primeiro de setembro é o dia que o Japão lembra o Grande Terremoto de Kanto de 1923, que deixou mais de 100.000 mortos em Tóquio e seus arredores.

O exercício deste ano foi baseado no cenário de um terremoto de magnitude 7,3 ocorrendo por volta das 7h, com epicentro dentro dos 23 bairros de Tóquio e registrando 6 ou 7 na escala japonesa de intensidade sísmica que vai de 0 a 7, na região sul de Kanto.

Como parte do exercício, ministros e oficiais se reuniram no escritório do primeiro-ministro e realizaram uma reunião de emergência da força tarefa. Eles foram informados da extensão dos danos e discutiram a resposta do governo.

Eles também realizaram uma conferência em vídeo com o governador da província da Chiba, onde danos severos poderiam ser esperados em tal grande terremoto. Eles foram informados da situação e avaliaram que tipo de assistência seria necessária.

Ministros do gabinete confirmaram princípios básicos, como colocar prioridade em operações de busca e resgate e manutenção das funções de Tóquio como capital do país.

O primeiro-ministro Shinzo Abe realizou uma conferência de imprensa, explicando a resposta do governo e pedindo às pessoas que evacuassem para locais seguros e mantivessem a calma.

Outros exercícios foram realizados em todo do Japão neste domingo.
Fonte: Portal Mie com NHK

Deixe um comentário

Japão recorda 74 anos do bombardeio atômico em Hiroshima

Pessoas de todo o Japão e visitantes de todo o mundo se reuniram para refletir sobre a tragédia e pedir por um mundo sem armas nucleares

hiroshimaPessoas no Japão fizeram uma pausa e lembraram as vítimas de um acontecimento que nunca poderá ser esquecido.

Em 6 de agosto de 1945, uma aeronave americana de guerra jogou uma bomba atômica sobre Hiroshima. Dezenas de milhares de pessoas morreram em um instante – e estimadas 140.000 perderam suas vidas até o fim daquele ano.

Pessoas de todo o país e visitantes de todo o mundo se reuniram para refletir sobre a tragédia e pedir por um mundo sem armas nucleares.

Cerca de 50.000 pessoas participaram da Cerimônia Memorial da Paz de Hiroshima. Representantes de 92 países estavam entre eles.

O prefeito de Hiroshima, Kazumi Matsui, colocou uma lista das vítimas em um cenotáfio, a qual inclui os nomes de 5.068 pessoas que morreram no ano passado. Agora 319.186 pessoas são homenageadas no monumento.

A cidade fez um minuto de silêncio às 8h15, horário exato que a bomba atômica foi jogada sobre a cidade.

Em sua declaração de paz, o prefeito deu destaque a um curto poema de um sobrevivente que tinha 5 anos quando a bomba foi lançada. O autor escreve sobre sua irmã mais nova que sangrava muito pela cabeça – e a fúria de sua mãe.

Os sobreviventes conhecidos como hibakusha estão ficando velhos e poucos em números. A média de idade deles é agora de 82.

O prefeito pediu ao governo japonês que ouvisse as vozes dos hibakushas, assinasse e ratificasse um tratado das Nações Unidas para proibir armas nucleares.

Potências nucleares como os EUA e a Rússia não apoiam o tratado. E o Japão, que depende de proteção nuclear dos EUA, não o assinou.

O primeiro-ministro Shinzo Abe mantém que o Japão não se juntará ao tratado das Nações Unidas e disse que a meta do tratado de abolição nuclear é a mesma do Japão, mas suas abordagens são diferentes.

Ele se comprometeu a continuar os esforços para um mundo sem armas nucleares.

“Estamos determinados a servir como ponte entre estados nucleares e não nucleares, pedindo persistentemente diálogo ao ganhar cooperação de ambos os lados, e liderar esforços feitos pela comunidade global”.

No fim da cerimônia, membros de coros locais executaram a canção Paz Hiroshima. Ela foi escrita para a primeira cerimônia e desde então cantada todos os anos.
Fonte: Portal Mie com NHK

Deixe um comentário

Desaceleração da economia chinesa afeta empresas japonesas

Muitas fabricantes no Japão informaram que os lucros operacionais caíram no trimestre passado em meio a uma desaceleração na economia da China

canon
Várias fabricantes de porte grande no Japão informaram que os lucros operacionais caíram no trimestre passado em meio a uma desaceleração na economia da China.

A fabricante de câmeras Canon registrou uma queda de 56% para o trimestre abril-junho comparada ao mesmo período do ano passado.

A empresa diz que as vendas de câmeras digitais estavam lentas em meio a uma desaceleração de demanda da China.

Executivos também revisaram para baixo o panorama anual da empresa a partir de um declínio de um pouco mais de 20%. Agora, eles preveem que lucro operacional ano a ano caia mais de 37%.

A fabricante Nidec anunciou uma queda de 38,8% e disse que a desaceleração da economia da China afetou as vendas de produtos, incluindo motores industriais.

A fabricante de eletrônicos Omron também revelou uma queda de mais de 14%. Representantes da empresa disseram que houve menos envios de produtos destinados para fábricas, enquanto negócios chineses cortam investimento de capital.
Fonte: Portal Mie com NHK