Deixe um comentário

Japão recorda 74 anos do bombardeio atômico em Hiroshima

Pessoas de todo o Japão e visitantes de todo o mundo se reuniram para refletir sobre a tragédia e pedir por um mundo sem armas nucleares

hiroshimaPessoas no Japão fizeram uma pausa e lembraram as vítimas de um acontecimento que nunca poderá ser esquecido.

Em 6 de agosto de 1945, uma aeronave americana de guerra jogou uma bomba atômica sobre Hiroshima. Dezenas de milhares de pessoas morreram em um instante – e estimadas 140.000 perderam suas vidas até o fim daquele ano.

Pessoas de todo o país e visitantes de todo o mundo se reuniram para refletir sobre a tragédia e pedir por um mundo sem armas nucleares.

Cerca de 50.000 pessoas participaram da Cerimônia Memorial da Paz de Hiroshima. Representantes de 92 países estavam entre eles.

O prefeito de Hiroshima, Kazumi Matsui, colocou uma lista das vítimas em um cenotáfio, a qual inclui os nomes de 5.068 pessoas que morreram no ano passado. Agora 319.186 pessoas são homenageadas no monumento.

A cidade fez um minuto de silêncio às 8h15, horário exato que a bomba atômica foi jogada sobre a cidade.

Em sua declaração de paz, o prefeito deu destaque a um curto poema de um sobrevivente que tinha 5 anos quando a bomba foi lançada. O autor escreve sobre sua irmã mais nova que sangrava muito pela cabeça – e a fúria de sua mãe.

Os sobreviventes conhecidos como hibakusha estão ficando velhos e poucos em números. A média de idade deles é agora de 82.

O prefeito pediu ao governo japonês que ouvisse as vozes dos hibakushas, assinasse e ratificasse um tratado das Nações Unidas para proibir armas nucleares.

Potências nucleares como os EUA e a Rússia não apoiam o tratado. E o Japão, que depende de proteção nuclear dos EUA, não o assinou.

O primeiro-ministro Shinzo Abe mantém que o Japão não se juntará ao tratado das Nações Unidas e disse que a meta do tratado de abolição nuclear é a mesma do Japão, mas suas abordagens são diferentes.

Ele se comprometeu a continuar os esforços para um mundo sem armas nucleares.

“Estamos determinados a servir como ponte entre estados nucleares e não nucleares, pedindo persistentemente diálogo ao ganhar cooperação de ambos os lados, e liderar esforços feitos pela comunidade global”.

No fim da cerimônia, membros de coros locais executaram a canção Paz Hiroshima. Ela foi escrita para a primeira cerimônia e desde então cantada todos os anos.
Fonte: Portal Mie com NHK

Anúncios
Deixe um comentário

Desaceleração da economia chinesa afeta empresas japonesas

Muitas fabricantes no Japão informaram que os lucros operacionais caíram no trimestre passado em meio a uma desaceleração na economia da China

canon
Várias fabricantes de porte grande no Japão informaram que os lucros operacionais caíram no trimestre passado em meio a uma desaceleração na economia da China.

A fabricante de câmeras Canon registrou uma queda de 56% para o trimestre abril-junho comparada ao mesmo período do ano passado.

A empresa diz que as vendas de câmeras digitais estavam lentas em meio a uma desaceleração de demanda da China.

Executivos também revisaram para baixo o panorama anual da empresa a partir de um declínio de um pouco mais de 20%. Agora, eles preveem que lucro operacional ano a ano caia mais de 37%.

A fabricante Nidec anunciou uma queda de 38,8% e disse que a desaceleração da economia da China afetou as vendas de produtos, incluindo motores industriais.

A fabricante de eletrônicos Omron também revelou uma queda de mais de 14%. Representantes da empresa disseram que houve menos envios de produtos destinados para fábricas, enquanto negócios chineses cortam investimento de capital.
Fonte: Portal Mie com NHK

Deixe um comentário

Difamar pela internet no Japão resulta em 3 anos de prisão e multa de ¥500 mil

Quem se sentir ofendido pode fazer uma denúncia à polícia ou abrir um processo por crime de difamação

difamar pela internet
No Japão, ofender alguém em redes sociais ou sites é considerado crime de difamação, resultando em até três anos de prisão ou multa de até ¥500 mil. Muitas pessoas acreditam que fazer comentários ofensivos na internet não traz consequências, mas não é verdade.

Quem se sentir ofendido pode fazer uma denúncia à polícia ou abrir um processo por crime de difamação (meiyokisonzai / 名誉毀損罪), que consta no artigo 230 do Código Penal japonês. Há ainda o crime por insulto (bujokuzai / 侮辱罪), artigo 231.

Segundo a polícia de Aichi, passar informações a terceiros sem permissão também é considerado um ato ilegal chamado de violação de acesso. Essa atitude pode fazer com que o criminoso pegue até um ano de prisão ou pague multa de até ¥500 mil.

A polícia costuma alertar os internautas para que não acessem sites ilegais. E ressalta que usar o nome de usuário e senha (ou username e ID, em inglês) de outras pessoas sem a permissão delas, pode resultar em três anos de prisão ou multa de até ¥1 milhão.

A polícia pede cuidado especial nas postagens feitas em redes sociais ou sites. E dá como exemplo uma brincadeira de mau gosto feita por um adolescente, que postou na internet que havia colocado uma bomba no banheiro de uma estação de trem. Resultado: ele foi indiciado pelo crime de obstrução e por ter prejudicado o trabalho dos funcionários da estação.

As pessoas também devem tomar cuidado com informações pessoais. Jamais passe seus dados a um desconhecido. Nesse grupo estão incluídas informações da família, nomes de amigos, endereços e telefones. As consequências disso podem ser perigosas, já que há casos de pessoas que tiveram seus dados divulgados sem permissão, causando-lhes muitos problemas.

Os sites de relacionamento podem ser perigosos. Há casos registrados envolvendo vítimas de pornografia infantil, prostituição infantil e estupros, tendo como vítimas colegiais que usaram sites de relacionamento. Pela legislação japonesa, é proibido aos menores de 18 anos de idade o acesso a essas páginas na internet.
Fonte: Alternativa

Deixe um comentário

Cupons de 5 mil ienes para motoristas idosos que devolvem suas cartas

A iniciativa é da cidade de Nagoia para incentivar os motoristas idosos a devolverem suas cartas de habilitação

manaca card
Com o trágico acidente ocorrido em Ikebukuro, em Tóquio, no qual mãe e filha perderam a vida, além de 10 feridos, por causa da falta de atenção do motorista de 87 anos, percebe-se aumento dos idosos devolvendo suas cartas de habilitação.

Para os que aderirem à campanha iniciada na segunda-feira (3) pela cidade de Nagoia (Aichi), estão sendo entregues 5 cupons de ¥1.000 cada, utilizáveis para recarregar o cartão Manaca.

Esse cartão tanto pode ser usado no transporte público como metrô, ônibus e trem, como no táxi.

De janeiro a final de maio foram 14 mil cartas devolvidas espontaneamente, 1,4 mil a mais do que no ano anterior.

Muitos idosos ainda resistem à devolução por precisarem do veículo como único meio de locomoção para as compras no supermercado e idas ao hospital. Por isso, um dos desafios da cidade é proporcionar meios de transporte para todo esse público, de forma que possa viver com tranquilidade.

A devolução espontânea da carta de habilitação tem como alvo os motoristas com idade igual ou superior a 70 anos. Em qualquer lugar do país pode ser feita nos Centros de Carta de Motorista (Unten Menkyo Center) ou nas delegacias de polícia da área.
Fonte: Portal Mie com CBC TV

Deixe um comentário

Era Reiwa inicia no Japão, com expectativas de paz e prosperidade

Nova era teve início às 00h e primeiro dia será marcado com cerimônias do novo imperador

naruhito emperor
À meia-noite desta quarta-feira (1), o Japão entrou oficialmente na era Reiwa, em um dia que ficará marcado pelas celebrações de rua e cerimônias honrosas para a posse do novo imperador Naruhito.

Durante toda a terça-feira (30), eventos especiais, festas de rua e retrospectivas divulgadas pela mídia japonesa relembraram os trinta anos da era Heisei, período em que Akihito esteve no trono.

O imperador foi o primeiro monarca a renunciar ao Trono do Crisântemo em 202 anos, devido as dificuldades de saúde pela idade avançada.

Em seu último dia, Akihito, que está com 85 anos, deu declarações de agradecimentos à nação e desejos de paz no mundo e prosperidade. O mesmo desejo de ver um país próspero foi proferido pelo primeiro-ministro Shinzo Abe, na cerimônia de abdicação no Palácio Imperial em Tóquio.

Nesta quarta-feira, as cerimônias de posse do novo imperador devem começar a partir das 10h da manhã, no salão do Palácio Imperial. Logo depois das 11h, Naruhito, junto da imperatriz Masako, dará a primeira declaração após tomar o trono.

Os eventos devem contar com a participação dos representantes do governo japonês, incluindo Shinzo Abe.

Nas cerimônias, Naruhito deverá herdar os tesouros do Japão, que vem passando pelas gerações da família imperial. Entre eles será entregue a Espada Sagrada (Tsurumi) e a jóia Magatama, ligados às antigas lendas do Japão que se referem a Amaterasu, a deusa do sol.
Fonte: Alternativa

Deixe um comentário

Dono de fábrica em Nagoia escolhe vietnamita como seu sucessor

O dono japonês começou a considerar um sucessor quando ele tinha 60 anos. Seu filho mais velho trabalha em outro lugar e não estava interessado em assumir a empresa

sucessor estrangeiro1
Com a sobrevivência de micro, pequenas e médias empresas ameaçadas pela falta de líderes da próxima geração, o presidente de uma companhia que processa papel especial na cidade de Nagoia (Aichi) nomeou um gerente vietnamita como seu sucessor.

“Como temos clientes, tenho responsabilidade em continuar a empresa. Estou aliviado que temos uma ideia clara de quem será o sucessor”, disse o presidente da Nagao Shiko, Yasutaka Nagao, de 72 anos, que administra uma fábrica no distrito de Nishi e emprega seis pessoas.

É extremamente raro para empresas do tipo, a maioria administradas por pessoas da própria família, escolherem um sucessor estrangeiro. Esse caso particular está sendo apontado como uma abordagem inovadora em meio à crescente dependência do Japão por trabalhadores estrangeiros.

Nagao fundou a empresa em 1969 após concluir a universidade, resgatando um negócio que seu pai havia interrompido. Grande parte dos pedidos da empresa consistiam de folhas revestidas para fraldas descartáveis, mas essa categoria diminuiu drasticamente quando as fabricantes mudaram a produção para o exterior.

No entanto, a Nagao Shiko realizou um negócio intenso com fabricantes de veículos e firmas da indústria alimentícia que dependem da alta habilidade técnica da empresa. A companhia produz agora filme laminado usado em baterias de carros e no processo de fabricar marmitas embaladas vendidas em lojas de conveniência, e seu desempenho é bom.

Nagao começou a considerar um sucessor quando ele tinha uns 60 anos. Seu filho mais velho trabalha em outro lugar e não estava interessado em assumir a empresa. Após pensar bastante, a próxima pessoa que veio a sua mente foi o gerente da fábrica, o vietnamita Nguyen Duc Truong de 34 anos.

Truong veio ao Japão em 2005 como estagiário técnico e conseguiu residência permanente após se casar com uma japonesa. Ele encontrou a empresa através de um escritório da Hello Work e se juntou a ela em 2008.

Embora lhe faltasse experiência, Truong tinha mãos habilidosas e aprendeu várias tarefas. O vietnamita conquistou a absoluta confiança de Nagao através de sua vigorosa abordagem ao trabalho, reparando máquinas quebradas, consertando vazamentos na fábrica e fazendo expansões no local tudo por conta própria.

Anos atrás, quando Nagao perguntou a ele se gostaria de assumir a empresa, Truong ficou surpreso e também se sentiu pressionado. “Mas fiquei feliz que (Nagao) colocou tanta confiança em mim e eu decidi proteger a empresa”, lembra Truong.

Acredita-se que cerca de 95% das micro, pequenas e médias empresas sejam administradas por famílias e elas enfrentam a urgente questão de quem assumirá a presente geração de líderes.

sucessor estrangeiro2

Pesquisa indica que pequenas e médias empresas não têm candidatos para sucessor
De acordo com uma pesquisa de 2016 – 2017 realizada pela Tokyo Shoko Research cobrindo 4.303 empresas de médio porte e 3.984 de pequeno porte, 30,9% das médias e 32,4% das pequenas disseram que não tinham um candidato sucessor ou não havia um decisão em relação a isso.

Cerca de 2,1% das médias e 17,2% das pequenas disseram que as presentes gerações seriam as últimas das empresas.

“As empresas precisam iniciar novas linhas de negócios que se enquadram nas épocas”, diz especialista
O professor Hirokazu Hasegawa da Escola de Graduação de Negócios e Finanças da Universidade de Waseda, especialista em sucessão de negócios, frisou: “Se (um líder de negócios) não consegue encontrar um sucessor dentre seus familiares, é natural escolher um funcionário de confiança, independentemente de sua nacionalidade”.

“As empresas precisam iniciar novas linhas de negócios que se enquadram nas épocas, além de manter os negócios existentes para tornar o trabalho de presidente promissor e atraente para sucessores”, frisou.

Nagao tem a intenção de “trabalhar enquanto estiver fisicamente forte”, mas ele tem grande expectativas para Truong. “Seu desempenho no trabalho e personalidade contam. Eu não posso pedir mais do que ele como sucessor”.
Fonte: Portal Mie com Mainichi

Deixe um comentário

Projeto educacional em Osaka inaugura biblioteca com livros em português

Evento de inauguração está marcado para o próximo dia 21 e terá atividades para as crianças

biblioteca em osaka
O Projeto Construir ARTEL, dedicado ao ensino de português como língua de herança (PLH) para crianças brasileiras, está inaugurando uma biblioteca com livros em português na cidade de Sakai (Osaka).

Na próxima quinta-feira (21), A Biblioteca Infantil Brasileira Susana Ventura será inaugurada em um evento especial, que contará com atividades para o público infantil.

Na programação terá contação de histórias da brasileira Patrícia Veldink, fundadora do projeto de PLH Vitamina Brasil nos Estados Unidos, e que está em viagem ao Japão.

A biblioteca já possui cerca de 1500 volumes e vem aumentando a coleção através de doações, principalmente de autores brasileiros. A instituição homenageia a escritora brasileira Susana Ramos Ventura, doutora em Letras pela Universidade de São Paulo e que tem colaborado ativamente com os projetos da biblioteca.

Susana, que também é a patrona e está vindo do Brasil, entra na programação do evento com palestra sobre a importância da leitura e um bate-papo exclusivo.

De acordo com a idealizadora do projeto Artel, Luzia Tanaka, a biblioteca possui principalmente livros infantis e juvenis e a coleção não para de crescer. “Estão chegando mais livros, mas ainda precisamos de mais volumes de obras para crianças de até 3 anos”, explica.

O sistema de empréstimo ainda não tem data para começar, mas deve passar a funcionar em alguns meses, através do pagamento de uma taxa anual, considerando os valores de tarifas de remessa e uma taxa para manutenção da biblioteca.

Informações:
Inauguração da Biblioteca Infantil Brasileira Susana Ventura
Data: 21/03/2019
Horário: 15h
Endereço: 〒590-0833 Osaka-fu Sakai-shi Sakai-ku Dejima Kaigan Doori 1-8-12
dois minutos de caminhada da Estação Minato, na linha Nankai Hon-sem
Entrada gratuita
Contato: projetoconstruirartel@gmail.com