Deixe um comentário

Educação

O sistema educacional do Japão é constituído basicamente por 3 anos de jardim de infância, 6 anos de curso primário, 3 anos de curso ginasial, 3 anos de curso colegial e 4 anos de curso universitário (2 anos no caso de faculdades de curta duração). O ensino obrigatório tem duração de 9 anos, de 6 a 15 anos de idade, e é praticado nas escolas primárias e ginasiais.
Baseado nas disposições do Pacto Internacional de Direitos Humanos, as crianças estrangeiras na idade de escolaridade obrigatória são aceitas na rede pública de ensino gratuitamente, se assim desejarem. Além disso, o direito de receber a educação dessas crianças é assegurado pela tomada e medidas necessárias como o ensino especificado da língua japonesa e orientações para adaptação. Em suma, as crianças estrangeiras, igualmente às crianças japonesas, podem se matricular nas escolas primárias e ginasiais públicas, sem necessidade de pagar mensalidades. Pense no futuro dos seus filhos e matricule-os nas escolas. Para isso, aconselha-se consultar a prefeitura da sua cidade. As escolas onde o número de alunos estrangeiros é grande dispõem de professores de japonês para estrangeiros e assistentes bilíngües.
Para as crianças na idade pré-escolar há jardins de infância. E para os alunos que concluíram os cursos ginasial e colegial, uma outra opção é a escola profissionalizante onde se aprendem as técnicas e conhecimentos necessários para determinadas profissões. Também há escolas especializadas em ensino aos alunos com deficiência física.
A maioria das crianças japonesas vai ao colégio depois de concluir o curso ginasial. Os cursos   
colegial e universitário aceitam os alunos mediante exames de admissão.auditorio Universidade de Tóquio
Somente os alunos que concluírem o curso ginasial podem cursar o colégio. As pessoas que não têm o curso ginasial completo podem se matricular no grau correspondente no ginásio, quando são autorizados pela Comissão Educacional da sua região, mesmo tendo a idade acima daquela da escolaridade obrigatória.
Há também o sistema de exames de equivalência escolar que oferece oportunidades de estudar no colégio para quem não têm o curso ginasial completo.
Em algumas regiões, existem as escolas estrangeiras para as crianças de várias nacionalidades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: