Deixe um comentário

Hyogo irá adotar prova especial para admissão de estrangeiros no ‘koukou’

Comitê de educação pretende simplificar os exames e lançar um sistema oficial de orientação às crianças

estrangeiros no 'koukou'Para acolher da melhor forma possível aos estudantes estrangeiros que não possuem habilidades suficientes no idioma japonês, o Comitê de Educação da Província de Hyogo estuda novas diretrizes que possam acabar com as barreiras de idiomas na educação.

Na quarta-feira, uma reunião do Comitê analisou a proposta de lançamento do sistema de admissão especial para os estrangeiros nas escolas de koukou (equivalente ao ensino médio) da província.

O órgão pretende lançar o sistema até o próximo ano, informou o jornal Kobe Shimbun nesta quinta-feira.

De acordo com as informações da entidade, o novo sistema seria voltado aos estrangeiros que estão no país há menos de três anos e entraria em vigor em Kobe, Himeji e na região de Hanshin, que abriga cidades entre a província de Osaka e Hyogo.

Baseado em diversos modelos de escolas de tempo integral, a ideia do Comitê é elaborar uma prova diferente e voltada ao público que não domina a língua. A prova teria o conteúdo alterado e simplificado, além de menos disciplinas do que o exame convencional.

Além disso, o órgão pretende também formalizar a orientação aos estrangeiros após a admissão nas escolas. De acordo com o presidente do Comitê, Yoshiro Takai, o auxílio aos estudantes deverá ser completo.

“Há muitos estrangeiros que não conseguem seguir o estudo integral mesmo querendo. O objetivo agora é ver o quanto podemos auxiliar a esses estudantes após a admissão”, explicou.

Após a entrada no ensino médio, os alunos de outras nacionalidades devem ter aulas junto aos estudantes japoneses, mas com classes especiais de acordo com a matéria e através de uma orientação mais adequada.

Desde o ano passado, o Comitê vem analisando modelos existentes em escolas nas províncias de Aichi e Kanagawa. De acordo com o Departamento de Ensino Médio do Comitê, a intenção é proporcionar um apoio aos estrangeiros até a formatura.

“Vamos levar instrutores e interpretes para as escolas, assim como há nas instituições modelos”, afirmou um representante.

Estrangeiros em Kobe
Dados de 2014 do Ministério da Educação (MEXT) mostram que há pelos menos 802 crianças estrangeiras na província de Hyogo que precisam de orientação nas escolas japonesas. O número é o 12° maior do país e a população estrangeira é dividida entre chineses, vietnamitas, filipinos e brasileiros em sua maioria.

Os sistemas especiais de admissão para estrangeiros em escolas japonesas já existem em diversas províncias, variando de acordo com a região. Ao menos 12 localidades com população estrangeira expressiva já adotaram o sistema nas escolas públicas.

Até o momento, os estudantes estrangeiros na província de Hyogo faziam a prova de admissão com furigana (leitura de kanjis em cima da palavra) e com um tempo maior para resolver as questões.

No entanto, as questões eram iguais as provas realizadas pelos japoneses, exigindo também um conhecimento técnico do idioma. As Associações que auxiliam aos estrangeiros já haviam solicitado a implantação de um novo sistema na província.
Fonte: Alternativa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: