Deixe um comentário

Obon, o feriado de finados em que muitos viajam, visitam familiares, festejam e lotam estradas, voos e estações de trens

obonNa próxima semana, de 13 a 16 de agosto os japoneses costumam homenagear seus antepassados. Este período é chamado de Obon. Nessa época também ocorrem os famosos Obon Matsuri (Festival de Obon).

Esse feriado dura três dias e difere em alguns aspectos, dependendo da região do Japão que é comemorado. Antes da era Meiji, o calendário utilizado pelos japoneses era o calendário lunar e isso fazia com que o Obon caísse no mês de agosto, uma vez que a tradição diz que essa data deva ser comemorada no sétimo mês lunar do ano (agosto).

Porém após a era Meiji os japoneses passaram a utilizar o calendário gregoriano e conseqüentemente o sétimo mês passou a ser julho. Mas algumas regiões ainda seguem o costume de comemorar o Obon seguindo o calendário lunar, portanto a data difere por esse motivo.

Durante estes dias de feriado as pessoas vão visitar e limpar os túmulos de seus familiares, fazem danças típicas (Bon Odori), fazem oferendas e também penduram lanternas nas portas das casas.

Esse costume de pendurar lanternas simboliza iluminar o caminho para que as almas daqueles que já partiram possam encontrar o caminho de casa nessa data e reencontrar seus familiares.

Obon Matsuri
Nesse feriado ocorrem no Japão os Obon Matsuri, onde as pessoas vestem suas yukatas e se reúnem para comer, dançar e se divertir, uma vez que por aqui esses dias não são de tristeza e sim de alegria por relembrar os entes queridos.

obon-japanO Bon Odori é a dança típica desses festivais e com certeza muitos de vocês já assistiram algum anime em que ela é representada. A dança ocorre com as pessoas dançando em círculo, ao redor de uma plataforma de madeira alta, chamada de Yagura. Nessa plataforma ficam as pessoas tocando os Taikos (tambores) ou outros instrumentos enquanto ditam o ritmo da dança.

Segundo a lenda, o Bon Odori se originou a partir da história de Mokuren, um discípulo de Buda, que usou seus poderes para se encontrar com sua falecida mãe. Ele descobriu que ela havia caído no “Reino dos Fantasmas Famintos”, um dos vários infernos existentes de acordo com o budismo, e estava sofrendo muito. Muito perturbado ele buscou a sabedoria de Buda para encontrar uma maneira de livrar sua mãe de tal sofrimento. Buda então disse para ele fazer oferendas para os vários monges budistas que tinham acabado de fazer seus retiros de verão, no décimo quinto dia do sétimo mês.

Ao fazer essas oferendas ele viu sua mãe ser libertada e parar de sofrer, ao mesmo tempo em que também reconheceu todo o sacrifício que ela passou por ele durante sua vida. O discípulo muito feliz pela liberdade e carinho da mãe dançou com muita alegria. Dessa dança surgiu o Bon Odori, a dança que louva os antepassados por todos os sacrifícios que fizeram por suas famílias.

O festival termina com as Toro Nagashi, lanternas flutuantes soltas em rios para obon-japaoiluminar o caminho das almas no seu retorno ao mundo dos mortos, e também com uma grande queima de fogos de artifício.

Obon não é um feriado nacional, mas muitas pessoas tiram férias durante este tempo para que possam viajar. Nessa época, aeroportos, estações de trem e rodovias estão cheias de viajantes.

Preparem-se neste período para enfrentar estações de trens, estradas e vôos lotados, pois muitas pessoas viajam neste período para visitar os familiares.
Fonte: IPC Digital
www.shigoto.com.br
visto japonês, emprego no Japão, turismo no Japão e passagem para o japao

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: