Deixe um comentário

Falta ninja no Japão

O assunto é tão sério que a NHK produziu um especial “quer se tornar um ninja?”, tamanha a falta de pessoas com esse talentoninjaCriado no ano retrasado o Conselho de Ninja do Japão (Japan Ninja Council) realizou uma pesquisa entre os estrangeiros de vários países do mundo. Para a primeira pergunta “você sabe o que é ninja”, a resposta foi “sim”. No entanto, o número surpreendeu – 98,7% dos entrevistados sabe o que é um ninja.

As respostas para a segunda pergunta “você acha que o ninja existe”, também surpreenderam. 60% dos estrangeiros que visitaram o Japão ou querem visitar, acreditam que o ninja ainda exista. Portanto, eles querem ver um “ninja de verdade”.

Um Ninja Yashiki (castelo do ninja) situado em Kabuki-cho, Shinjuku, na capital japonesa, chega a receber mais de 100 turistas estrangeiros por dia. Eles vão para lá para praticar algumas habilidades do ninja. O local está com reservas cheias por meses seguintes.

Ninja e a Era Edo
A reportagem da NHK foi até Hokkaido, no parque temático Noboribetsu Date Jidaimura. Cerca de 300 mil turistas por ano visitam o parque mais por causa do show no Kasumi Ninja House. Esse número é 4 vezes maior do que 10 anos atrás.

O show do ninja nesse parque é considerado de alto nível. O estilo do ninjajutsu é o Toga. O espetáculo é cheio de ações rápidas, característica dessa técnica que surgiu na Era Edo. Nessa casa, os 8 ninjas fazem 6 espetáculos por dia. Com a falta de ninjas, os poucos são obrigados a cumprir outros papéis, além de ajudar em outras tarefas.

Os homens, agentes secretos dessa era, tinham domínio das artes marciais, conhecimentos específicos e também usavam algumas ferramentas para esse exercício.

Para obter todos esses conhecimentos e técnicas, é preciso muito estudo e horas de prática. Ninguém se torna ninja da noite para o dia.
ninja2

Procura-se por ninja
Segundo a reportagem, essa falta de ninjas ocorre em todo o país. Isso se agravará com a vinda de muitos outros turistas por conta do maior evento esportivo do mundo em 2020.

Até um centro de formações de atores em Tóquio iniciou um curso de formação do ninjutsu. No curso os alunos aprender a lidar com 10 tipos de armas e ferramentas, para “eliminar” o ataque do oponente.

Rumo a se tornar ninja
A reportagem entrevistou uma jovem formada e atuando na profissão de TI, 25 anos. Ela se apaixonou pelo ninjutsu e decidiu trocar sua carreira promissora pela de ninja.

Trocou temporariamente Tóquio por Hokkaido. Enquanto faz “arubaito” de dia, a noite é para frequentar o dojo da escola de formação de ninja. Ela teve que comer muito arroz para engordar 8 quilos em 4 meses para preparar o corpo.

A futura ninja parece ter encontrado o seu caminho lá. No entanto, nessa escola, apesar da grande procura, em 5 anos, somente 5 conseguiram se tornar ninjas.

A verdade é que o ninja está escasso e sua procura está cada vez mais quente. Especialmente no momento em que a Agência Cultural aprovou como patrimônio cultural os ninjas das cidades de Iga (Mie) e de Koka (Shiga). Com isso, os ninjas ganham ainda mais impulso.

Fonte: Portal Mie com NHK, Edo Trip e Ninja Council

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: