Deixe um comentário

Defeito em apartamentos Leo Palace vai obrigar mudança de 14 mil pessoas no Japão

Mais de 1.300 prédios têm paredes com falha de resistência ao fogo e isolamento acústico

apartamentos Leo PalaceA empresa responsável pelos apartamentos Leo Palace disse na quinta-feira (7) que pedirá a saída de 14.443 moradores, após detectar defeitos em 1.324 de seus prédios no Japão, informou a agência de notícias Kyodo.

A empresa disse que uma sonda detectou instalação defeituosa de um material resistente ao fogo em tetos e o uso de um material abaixo do padrão para isolamento acústico em paredes internas. A sonda também descobriu que a construção de paredes externas não atende aos requisitos de proteção contra incêndio.

A Leo Palace lançou uma investigação sobre possíveis problemas em seus quase 40 mil apartamentos em todo o país depois que 38 casos de defeitos foram encontrados em prédios construídos entre 1996 e 2009.

Dos 14.443 moradores afetados em Tóquio e em 32 províncias, a empresa pedirá a 7.782 pessoas para saírem o mais rápido possível.

A empresa planeja arcar com todas as despesas de mudança dos inquilinos e reformar os prédios defeituosos. Em função disso, a previsão é de um prejuízo de 40 bilhões de ienes no atual ano fiscal, que termina em março.

A companhia, sediada em Tóquio, decidiu cortar o salário do presidente-executivo Eisei Miyama em 30% e de outros executivos em 20% por seis meses, a partir de fevereiro.

Existe a possibilidade de Miyama deixar o cargo em função dos problemas encontrados nos prédios.
Fonte: Alternativa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: